sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Condicionamento, equilíbirio e alívio do estresse: os benefícios de pedalar.

Com as facilidades da vida moderna, o sedentarismo ganha cada vez mais espaço no dia a dia, gerando ou agravando problemas de saúde. Manter uma dieta equilibrada e introduzir a atividade física na rotina são premissas básicas para ficar longe das doenças. Exercícios simples, como caminhar ou andar de bicicleta, ajudam a prevenir doenças crônicas como obesidade, colesterol alto e hipertensão. O ciclismo traz benefícios físicos e emocionais, contribuindo muito para a qualidade de vida. Como atividade aeróbica, gera perda de peso, ajuda a equilibrar a pressão e os níveis de triglicérides. Também trabalha equilíbrio e confiança, além de relaxar e combater o estresse. Praticada com bom senso e na medida da forma física de cada um, a atividade quase não tem restrições. Até usada como meio de transporte a bicicleta é boa para a saúde. Muita gente busca essa alternativa de locomoção e acaba ganhando fôlego e bem-estar. Chegar ao trabalho pedalando traz muito mais disposição para seu dia. Então, vamos pedalar? Conheça sete razões para começar a pedalar já: 1 - Pedalar por volta de 20 quilômetros em uma hora pode gastar uma média de 500 calorias; 2 - Se você mora perto do trabalho, você pode ir pedalando pelo menos duas vezes por semana e queimar calorias que vão dar resultados na balança; 3 - Quem pedala, geralmente tem pernas bem torneadas, isso porque os músculos da coxa são o motor da bike; 4 - Um estudo publicado na revista Psychotherapy and Psychosomatics descobriu que andar de bicicleta melhora os níveis de energia em 20% e a fadiga em 65%. Isso tudo por que o ciclismo aciona o seu cérebro para liberar o neurotransmissor dopamina, que está ligado à energia. E mais, não há necessidade de andar duro para aproveitar a vantagem. As pessoas analisadas no estudo pedalaram em ritmo moderado três vezes por semana; 5 - Na bicicleta, você coloca menos estresse sobre os joelhos, tornozelos e coluna vertebral, ótimo para quem quer começar a se mexer; 6 - Pedalar em pé na bicicleta, fora do banco, ajuda a trabalhar o tríceps da perna; 7 - Pedalar reduz risco de doença cardíaca. Dois fatores de risco são pressão arterial alta e níveis elevados de colesterol LDL. Em um estudo, pesquisadores analisaram 32 mulheres pedalando em intensidade moderada a alta três vezes por semana por pelo menos meia hora. Depois de um ano, eles haviam reduzido sua pressão arterial e LDL, bem como melhorou a sua forma física aeróbica. Não importa se o objetivo é melhorar o condicionamento físico, manter a forma, passear com a família no fim de semana, adotar a bike como meio de transporte ou mesmo treinar parar participar de competições. Antes de dar o start no esporte é bom consultar um médico, que pode ser o clínico geral ou o cardiologista. Um bom exame clínico e outros laboratoriais, de esforço ou de imagens irão atestar a aptidão para a prática esportiva e dar a segurança necessária para evoluir no treino. Entre os exames que podem ser pedidos estão: hemograma, colesterol total e frações e teste ergométrico. Não há grandes restrições para a prática do ciclismo, mas pessoas com problemas nos joelhos – como tendinite ou condromalácia – devem realizar a atividade em intensidade menor. Consultar um fisioterapeuta para avaliação antes de iniciar também é recomendado.

Nenhum comentário: