sábado, 15 de setembro de 2012

Tirar uma soneca depois do almoço pode evitar acidentes


Quem nunca sentiu uma vontade incontrolável de cochilar depois do almoço? Se no Brasil, tirar uma soneca pode ainda ser visto como uma prática preguiçosa, médicos especialistas no sono computam esses minutinhos a mais com o travesseiro como um tempo preciso no seu dia. A sesta, tradição europeia, fortalece a memória, aumenta a concentração, além de melhorar a parte motora, evitando acidentes de trabalho. Vivemos em uma sociedade que nos priva do sono, dormimos menos do que deveríamos. Repousar após o almoço recarrega as energias e nos torna mais produtivos. Contudo, é importante estar atento à duração deste descanso vespertino. O excesso de cansaço pode significar que a qualidade do sono noturno não anda bem. O ideal é que o cochilo não ultrapasse os 40 minutos, pois nessa fase o sono é leve. A sesta não substitui uma noite de sono.
Recentemente, São Paulo ganhou uma loja que oferece um serviço precioso: o descanso. Quatro cabines acústicas foram instaladas para comercializar a soneca. O cliente escolhe quanto tempo quer dormir, se acomoda em uma cama que melhora a circulação e dorme sabendo que vai acordar na hora certa. Depois que o tempo escolhido para sesta se esgotou, a cama começa a vibrar, as luzes piscam e se acendem. Na saída o cliente toma um cafezinho para dar aquela acordada.
Se você achava que cochilo depois do almoço era coisa de preguiçoso, pode ir mudando seus conceitos!

Nenhum comentário: